sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Colégio Conhecer

Vejam que bacana o trabalho que a gurizada da 8ª série do Colégio Conhecer fez, inspirada na leitura do livro E um rinocernte dobrado:


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
um livro de viagem,
fotos do RJ,
para eu mostrar a sua grandeza
e as belezas
dessa cidade maravilhosa,
entre elas,
o Cristo Redentor glorioso.
Eu colocaria numa caixa
um caderno enorme
com os estádios que vi;
Copacabana;
o banho de mar tomado
na praia carioca,
assim como o mate gelado
ali experimentado.
Eu colocaria numa caixa
uma concha;
uma camisa de cada time carioca;
o livro lido na viagem
e o caderno onde escrevi
tudo que por lá vi.
Eu colocaria numa caixa,
entre tantas coisas,
as minhas doces lembranças.

autor: Rodrigo Zuardi Viñas


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
uma garrafa de tequila,
para eu poder suportar
toda e qualquer fila.
Eu colocaria numa caixa
um bom livro de poesia,
um confortável barquinho
que pudesse a maresia
me levar de mansinho.
Eu colocaria numa caixa
todas as minhas fantasias,
para que eu não perca as minhas alegrias.

autor: Ravi Kuhn Bello


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
muitos lanches,
um boné, uma baleia
e uma sereia.
Eu colocaria numa caixa
algumas espumas do mar
e as muitas alegrias de um doce lar;
fotos de um guri
e de um cão com pedigree.
Eu colocaria numa caixa
um avião esplendoroso
e um pão muito gostoso;
uma lima e essa rima.

autor: Mark Pizzato Machry


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
um par de patins;
uma bicicleta super veloz
e uma meiga e gentil girafa.
Hum! Para a girafa não sentir sede,
eu colocaria uma lata de soda limão,
além de onze cachorros;
uma mesa e um baralho.
Eu colocaria numa caixa
vinte e três tortas de banana;
um palhaço;
o retrato da minha mãe;
o bigode de meu pai;
um bote; uma baleia; um elefante
e um monstro com pernas de lebre
e braços de gorila,
mãos de canguru cobertas com luvas de boxe,
corpo de um lutador de “shinai”
e cabeça de um rinoceronte.
Ah! Por último e, não menos importante,
eu colocaria em minha caixa
uma cueca limpa.

autor:Frederico Ferreira de Souza


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa uma fornalha,
um pedaço de calha,
um pouco de ferrugem
e alguns pedaços de pelugem.
Eu colocaria numa caixa
uma pequena quantidade de carvão,
uma fatia de pão
que acompanharia de um delicioso
pedaço de melão.
Eu colocaria numa caixa um ciclista,
mas deixaria uma pista,
para que alguém
pudesse encontrá-lo um dia.

autor:Bruno do Nascimento Corrêa


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
um sapato, uma moto,
um carro e um gato.
Ah! Eu também faria da caixa
um lugar para dormir, relaxar e cantar.
Eu colocaria numa caixa
um livro para ler
junto com uma amiga
que eu há muito quero ver;
um editorial de um jornal;
várias fotos de animais
e um exemplar dos anais
da Província Nacional.

autor: André Schwambach de Almeida


O que eu colocaria numa caixa?

Eu colocaria numa caixa
as coisas que fiz
e as que deixei de fazer,
minha história de vida,
embora saiba que ela tem muitos pontos comuns
com a das outras pessoas.

Eu colocaria numa caixa
as janelas e as portas do meu coração
e da minha imaginação,
para que eu nunca deixe de ver o mundo
com olhos otimistas e esperançosos.
Eu colocaria numa caixa
muito... muito amor
para, de tempo em tempo,
espalhar pelo universo
a fim de termos uma sociedade
mais feliz e fraterna.

autor: Profª Ilda Maria Costa Brasil

2 comentários:

Rosane disse...

Parabenizo os Alunos do Colégio Conhecer pelo belíssimo trabalho e a ti, Prezado Escritor, por estar divulgando os poemas desses meninos e, sem dúvida, incentivando-os a escrever. Sucesso!

Ilda Maria disse...

Hermes,
O meu muito obrigada por estares divulgando no teu Blog os trabalhos dos meus alunos. Um grande abraço.