quarta-feira, 16 de março de 2011

Meus trajetos

Esta é a história de uma árvore no centro de um vilarejo muito distante.

Mas é, também, a história dos moradores desse lugar. Uma história sobre pessoas. Talvez, até, sobre nós.


Mais, aqui.

Com a palavra, o autor_______________________________

Procurei o silêncio da imagem, estado em que me encontro como artista, como pessoa. Aos poucos, desejo ao leitor e, quiçá, a sua vida, permitir-se ao encantamento, como refúgio, respiro a sinalizar sobrevivência. É o meu respeito.

H

PS: Meu pé esquerdo indaga-se: "Por que só o outro é direito?"

_________________________________________________
Partes extirpadas do miolo - que lhes seja convite ao todo.







3 comentários:

Tino Freitas disse...

Querido Hermes... Parabéns por mais essa obra. Gostei muito do que vi e li até agora (obrigado pelas páginas internas). Vou procurá-lo por cá. Abraços musicais e até breve.

gisele.artes disse...

Lindo livro, Hermes!! Parabéns!!!

Eu indiquei pra escola do meu filho (primeira série) pra usarem o livro UM RINOCERONTE DOBRADO esse ano. Me pediram sugestão de livros q falavam de coleções. As professoras amaram seu livro!!
Bjos, gisele

H disse...

Queridos, Tino e Gisela, obrigado pelo carinho sempre atento ao trabalho que fazemos juntos em prol de mais leituras, de melhores mundos.

Beijos
H